Select Page

meditacao no trabalhoPor Adriano Passini

 

            É possível meditar enquanto trabalhamos? Esta é uma pergunta simples de responder: não, não é possível, a não ser que você pare o que esteja fazendo, ou então seja uma pessoa que já tenha atingido a iluminação. Porém, atingir os estágios iniciais da meditação é plenamente factível. De acordo com Sri Chinmoy, o estágio que antecede a meditação é a concentração; nela o buscador concentra-se em algum objeto, seja um ponto na parede ou o topo da chama de uma vela.

Durante qualquer tipo de trabalho, seja ele mais intelectual ou mais corporal, é fundamental que nos concentremos naquilo que estamos fazendo, para que atinjamos um bom resultado. O simples fato de focar toda nossa atenção no que estamos executando já é algo de grande valor. Acredito que muita gente já teve a sensação de realizar algum trabalho e depois de um certo tempo parar e pensar: “Nossa, o tempo passou voando, nem percebi”. Essa simples sensação é resultado de um alto nível de concentração em sua atividade.

Quando realizamos qualquer tipo de trabalho, essa é a atitude correta. Concentrar-se e não medir esforços para que consigamos atingir excelência em nossa atividade. Dessa forma, nós conseguiremos ficar felizes e deixaremos as pessoas, que farão uso de nossa atividade, muito satisfeitas com o resultado alcançado.

Indo um pouco mais além da concentração, uma forma de trabalho abnegado é através do Karma Yoga, que é nada mais que a execução de um serviço para Deus. Mas como podemos realizar um trabalho comum a serviço de Deus? Se conseguirmos atingir total concentração em uma determinada atividade, se essa tarefa for realizada com excelência, e se, principalmente,  pensarmos que ela será entregue para uma pessoa, a qual possui dentro dela Deus, representada pela sua alma, podemos considerar que o resultado nada mais é que um tipo de meditação.

Portanto, o conceito de meditação, que é esvaziar a mente de pensamentos para se abrir a uma consciência mais elevada é praticamente impossível de ser atingida com um trabalho convencional. Mas, atingir o estágio de concentração máximo, e termos em mente que estamos lidando com pessoas, que nada mais são que representantes de Deus, pode ser considerado uma forma de Karma Yoga, que é um dos aspectos para se atingir unicidade com o nosso Criador.

Páginas relacionadas

Livro Bhagavad Gita – capítulo 2 – o Y... do livro de Sri Chinmoy, Comentários sobre o Bhagavad Gita   Livro Bhagavad Gita - capítulo 2 - o Yoga do Conhecimento   Este ca...
Casamento Divino CASAMENTO DIVINO Do livro de Sri Chinmoy, Amor Página central com todos os tópicos e posts sobre o amor.     O que é o ...
Sites de meditação no mundo O Centro Sri Chinmoy oferece cursos de meditação em diversos lugares do mundo. O intuito é compartilhar dicas, experiências e um estilo de vida...
“Vida após a morte” – escrevendo suas experiências... Apesar do nome “vida após a morte” possa ser bastante impactante, na verdade vamos falar sobre algo muito natural na vida de um buscador espiritual, e...