Select Page

A lembrança do Nome de Deus

É um céu-perfeição.

A repetição do Nome de Deus

É um sol-satisfação.

-Sri Chinmoy

textos do livro A Fonte da Música, de Sri Chinmoy

Japa yoga – mantras e cânticos

Na vida interior, os mantras possuem um papel significativo. Um mantra é uma sílaba, um grupo de sílabas ou uma sentença divinamente imbuída de poder divino. Uma vez alcançado através da repetição, esse poder pode ser utilizado para um propósito divino ou um propósito não-divino. Existem muitos e muitos mantras em sânscrito, e cada pessoa possui um mantra próprio. Nas escrituras indianas está dito que, se você deseja iluminação da mente, pureza ou outra qualidade, o que deveria fazer é praticar um mantra.

 japa yoga

Japa (e japa yoga)

Japa é a repetição de um mantra. Quando se repete Aum duas, três ou mesmo centenas de vezes, essa repetição chama-se japa. No japa verdadeiro, o buscador repete um certo mantra que lhe foi concedido por seu Mestre. Se não tiver um Mestre, poderá ser revelado a ele esse mantra a partir de seu interior. Um buscador também é capaz de determinar interiormente quantas vezes entoar o mantra, se não tiver um Mestre para lhe dizer.

Quando um praticante de Japa Yoga precisa de pureza, seu Mestre lhe recomenda repetir um mantra específico milhares de vezes ao dia. Mas se quiser sabedoria mental, terá de usar um outro mantra. Para cada qualidade divina que o aspirante buscar, ele deve recitar um mantra diferente. Um aspirante pode ter decidido fazer um oferecimento do nome de Deus, entoando-o dez ou quinze mil vezes com a expectativa de um certo resultado. Mas enquanto canta o nome várias e várias vezes, ele pode estar, na verdade, pensando em outra coisa. A falta de concentração unidirecionada e atenção devotada levam embora grande parte da eficácia do mantra. Não se pode esperar nada ao repetir o nome de Deus dez mil vezes ao dia enquanto se pensa em outra coisa. Não importa quantas horas são dedicadas ao canto se você não o faz sincera e devotadamente. Porém, se entoar corretamente, o japa pode ser muito eficaz.

O japa não deve ser feito logo antes de dormir. Quando se repete mil, duas mil ou três mil vezes o mantra, a sua mente ficará agitada se o corpo desejar adentrar o mundo do sono. O aspirante repete “Supreme, Supreme, Supreme …” , mas está apenas agindo mecanicamente. E se continuar para além de sua capacidade, sua mente ficará inquieta. Então o buscador sofrerá, pois não conseguirá dormir bem.

O exercício do japa pode ser feito pela manhã ou no correr do dia. Mas antes de ir para a cama, só deve ser feito no máximo cem, duzentas ou trezentas vezes. Caso esqueça de fazer durante o dia ou não esteja disposto e deixe para fazer tudo antes de dormir, isso não será bom para você. Ao meditar antes de dormir você invocará paz, luz e beatitude – todavia, quando repetir o mantra mil vezes, você estará na verdade invocando poder e energia, e ficará muito tenso para conseguir um bom sono.

Por vezes, escutamos a palavra que recitávamos mesmo após termos cessado sua repetição. Ao repetir “Supreme, Supreme, Supreme …” por um certo tempo, ouviremos esse mesmo Nome de Deus reverberando em nosso coração. As cordas vocais não agem, mas o ser interior continua a repetir o mantra de forma natural e espontânea.

O japa não é, estritamente falando, uma forma de meditação. É um chamamento. Utilizando um mantra, podemos invocar Deus para a nossa existência interior, nosso eu mais profundo. Já na meditação, procuramos de uma forma mais ampla adentrar a Infinidade, Eternidade e Imortalidade de Deus.

Utilizando os mantras

Cada mantra propicia um resultado particular. Usando um mantra específico, invocamos um certo aspecto de Deus para nos trazer paz, luz, beatitude ou algo mais de que precisemos. Se pudermos meditar bem por dez ou quinze minutos, isso servirá o mesmo propósito, pois entraremos na vastidão infinita de paz, luz e beatitude, onde nossa alma poderá sorver tudo aquilo que precisar ou desejar.

Mas se um aspirante não consegue alcançar sua meditação mais profunda, devido à inquietação da mente, surge, então, a oportunidade para usar um mantra. “Supreme”, “Aum” ou “Deus” podem ser repetidos por qualquer pessoa antes da meditação. O mantra deve ser repetido lentamente e em voz alta. Se você espera resultados rápidos em sua vida, repita um mantra todos os dias, sem falta, por no mínimo meia hora: quinze minutos pela manhã e quinze minutos ao anoitecer.

 


Lista de links e informação sobre yoga nos sites de meditação:

Páginas relacionadas

Música, filosofia e religião Music is Eternity’s aspiration. Music is Infinity’s perfection. Music is Immortality’s satisfaction. Aspiration is earth’s birthright. Perfection is...
Espiritualidade e yoga Espiritualidade e yoga Por Sri Chinmoy, do livro Meditação, Yoga e a Arte de Viver: a Aventura da Vida   Espiritualidade não é mera tole...
Yoga e Meditação Por Adriano Passini Atualmente a palavra yoga está muito difundida em nossa sociedade, porém, as vezes me pergunto se o verdadeiro significado ...
Yoga para iniciantes Começando no yoga – yoga para iniciantes por Patanga Cordeiro Os oito passos do yoga Há oito passos no sadhana ou disciplina espiritual: Yama, Ni...