Select Page

O fim do mundo, forças malignas e a origem da humanidade

Por Sri Chinmoy, do livro Meditação, Yoga e a Arte de Viver: a Aventura da Vida

 

Do ponto de vista rigorosamente espiritual, não existe coisa tal como o mal.

 

A consciência imortal

O mundo é repleto de imaginação. Deus foi muito bondoso conosco; Ele nos deu imaginação em medida infinita. Nem a Califórnia, nem Porto Rico, nem qualquer parte do mundo será destruída. Mesmo que os astrólogos o predissessem, seria algo simplesmente absurdo e impossível. Contudo, o simples rumor já cria um grande sensacionalismo. Quanto a partes do mundo afundando no mar, bem, sempre há a possibilidade desse tipo de mudança na superfície da Terra, mas isso não pode ser previsto com qualquer precisão pelos astrólogos, pois sempre há forças atuando que eles não conseguem avaliar.

 

O mundo é muito vasto. O universo é muito vasto. Nada pode destruí-lo completamente. A consciência humana não pode ser destruída, nem mesmo pela bomba atômica.

 

Mas por que deveríamos pensar se algum certo lugar durará ou não? Pensemos na nossa própria realização. A realização-Deus é a nossa Meta. Ficar pensando se esse ou aquele lugar continuará existindo não nos ajudará a alcançar a nossa Meta. Quando permanecemos na Consciência de Deus, somos imortais, ao passo que se permanecermos na consciência-terra, não seremos imortais. A consciência divinizada é o que nos faz imortais, e não o lugar onde vivemos.

 

Pergunta: O mal existe?

Sri Chinmoy: Do ponto de vista rigorosamente espiritual, não há coisa tal como o mal. Apenas quando permanecemos no mundo relativo, na consciência humana ordinária, é que dizemos que isso é ruim e aquilo é divino. Quando mergulhamos profundamente, vemos que há coisas com menos luz e coisas com mais luz. Chamamos de más as coisas que possuem pouca ou praticamente nenhuma luz. E chamamos de divinas as coisas que possuem uma luz considerável.

Cada indivíduo possui divindade dentro de si. Mas essa divindade não está vindo à tona e nem se manifestando. Cada indivíduo possui também certo grau de qualidades não divinas. Suas qualidades não divinas devem ser transcendidas, iluminadas, aperfeiçoadas e transformadas nas qualidades divinas que ele já possui.

Quando usamos o termo ‘mal’, a nossa mente imediatamente menospreza a realidade e sente-se superior. Mas, se dissermos que algo agora incorpora uma quantidade infinitesimal de luz, teremos a oportunidade, a inspiração, a aspiração para transformar aquilo em algo divino. Portanto, o melhor é dizer que uma luz limitada opera na existência da realidade que chamamos de mal. Então tentaremos transformar a luz limitada numa luz abundante.

 

Pergunta: Os acidentes são causados pelas forças malignas, ou há simplesmente uma coisa no universo que faz com que as coisas aconteçam acidentalmente?

Sri Chinmoy: Há forças malignas ao nosso redor. Às vezes essas forças malignas podem causar acidentes. Mas a falta de concentração ou as forças que existem dentro de nós também podem causar acidentes.

 

Pergunta: O que podemos fazer para nos proteger das forças malignas?

Sri Chinmoy: Oração e meditação regular é a única forma. Nós sabemos que temos um inimigo. Agora, digamos que temos de sair de casa pela manhã. Não poderíamos ficar em casa todo o tempo, isso seria impossível. Mas temos de sentir que estamos bem protegidos no momento que saímos de casa. Às vezes, se a nossa oração e meditação não são muito sólidas ou profundas, as forças podem nos atacar e causar alguns problemas. E, se não houver oração ou meditação alguma, toda a proteção estará perdida.

A gratidão também é uma forma de oração, uma forma de meditação. Se oferecermos gratidão de manhã cedo ao Supremo, a própria gratidão se tornará uma proteção para nós. Não estamos pedindo proteção. Estamos oferecendo gratidão porque Deus fez algo por nós. Quando oferecemos a nossa gratidão, Deus aumenta a nossa receptividade. Quando Ele aumenta a nossa receptividade, a Luz entra imediatamente. A função da Luz é nos permear. A cada segundo ela quer entrar em nós. E, quando estamos receptivos, quando expandimos o nosso poder de receptividade, ela de fato entra. A nossa receptividade é como um recipiente. Quanto maior pudermos torná-lo, mais ele poderá conter.

 

Pergunta: De onde vieram os seres humanos? Eles vieram de Adão e Eva, ou dos macacos?

Sri Chinmoy: Eu acredito na evolução. Começamos no mundo mineral e evoluímos para o mundo vegetal, animal e humano. E ainda assim a nossa jornada não está completa. Um dia nos tornaremos seres humanos divinos. Ainda assim, mesmo quando estávamos no mundo mineral não éramos apenas matéria. Dentro da matéria também existe espírito. Através das nossas orações e meditações podemos reunir espírito a partir da matéria e transformar a matéria em espírito.

 

Pergunta: Qual é a diferença entre astrologia e Yoga?

Sri Chinmoy: A astrologia não tem o poder de mudar o nosso destino, mas a espiritualidade ou Yoga tem.

A diferença entre astrologia e Yoga é que a astrologia apenas indica; ela indica o futuro com base no passado, mas não o altera. Yoga, no entanto, consegue superar o passado e moldar o futuro.

A astrologia tem um papel eficaz até o ponto em que se mergulha numa espiritualidade mais profunda. Então a astrologia se curva, assim como vocês fariam uma reverência para mim. Antes da aceitação da espiritualidade, a astrologia é muito poderosa, como um leão. Todavia, ao mergulharmos numa vida espiritual mais profunda, a astrologia se torna um gatinho doméstico.

 

Um coração de pureza

É certamente uma fortaleza.

Nenhuma força não divina

Ousaria desafiá-lo.

Páginas relacionadas

Patanga Cordeiro – quem sou? Olá! Eu sou o Patanga e escrevi várias páginas e organizei uma boa parte do site, além de dar cursos de meditação presenciais. Na verdade, perce...
Meditação e imaginação por Adriano Passini O poder da meditação é algo que transcende o que os limites da mente humana, mas o que ela tem haver com a imaginação? Se a...
Sites de meditação no mundo O Centro Sri Chinmoy oferece cursos de meditação em diversos lugares do mundo. O intuito é compartilhar dicas, experiências e um estilo de vida...
O significado interior das cores Mesmo antes que eu soubesse Quem Deus era, Deus começou a pintar minha vida Com Suas Cores-Compaixão. - Sri Chinmoy, do livro Deus é ...