Select Page

Chakras e meditação

Respostas a perguntas feitas por jornalistas

 

chacras flor
chakras e meditação

Chakras e meditação

Respostas a perguntas feitas por jornalistas.

por Patanga Cordeiro

Respostas baseadas nos ensinamentos de Sri Chinmoy

 

Quantos chakras cada ser humano possui?

No corpo sutil temos vários chakras, mas os sete principais estão localizados ao longo da espinha dorsal e no topo da cabeça. Os seis centros da coluna são muladhara (base da coluna), svadhisthana (órgãos sexuais), manipura (umbigo), anahata (coração), vishuddha (base da garganta) e ajna (entre as sombrancelhas. Existe também outro chakra que está no topo da cabeça, chamado sahasrara. Separando estes sete, há muitos outros chakras no corpo físico sutil. No joelho nós temos um chakra; mesmo nos dedões e nas pontas dos dedos nós temos chakras, e em muitos outros lugares. Mas esses chakras são menores e normalmente não são relacionados.

 

Por que sete são considerados os mais importantes?

Porque é por eles que fluem as energias principais que lidam com a nossa consciência, os canais de energia Ida, Pingala e Sushumna. (Veja também mais abaixo sobre a Kundalini) Cada chakra possui um tipo de capacidade. Por exemplo, o chakra do coração é capaz de nos trazer o sentimento de unicidade universal. O chakra do topo da cabeça é o chakra da iluminação. Os chakras mais baixos na coluna também possuem capacidades, mas é perigoso tentar utilizá-los.

Como ativar um chakra? E como manter o seu equilíbrio?

No processo saudável e natural de evolução do ser humano, eles se assemelham a uma flor, onde, com o desenvolvimento da consciência, irão desabrochar naturalmente.

É possível exercitar a força de vontade e se concentrar para ativar algum chakra específico. Existem mantras e exercícios específicos para isso, mas pode ser perigoso. Se não tivermos estabelecido uma pureza absoluta e impecável na nossa existência, em pensamentos e ações, e em particular a transcendência dos impulsos sexuais, as capacidades que os chakras nos trouxerem poderão se transformar em maldições ao invés de bênçãos.

O equilíbrio depende do uso dessa energia infinita. O que iremos fazer com ela? É como dar uma faca a alguém. A pessoa pode usar como ferramenta no dia-a-dia, cortar uma fruta para dividir com alguém, mas também pode perceber que esse mesmo instrumento pode ser usado como uma arma. Ou ainda, brincando de forma inadequada a pessoa pode se ferir. Imagine deixar uma faca afiada para uma criança pequena utilizar como brinquedo. Inconscientemente ela pode ferir a ela mesma ou a quem estiver perto. Imagine-se de repente sendo capaz de ler pensamentos, ver o futuro e dar ou tirar vidas. Provavelmente iria se sentir mais confuso do que sábio.

O professor de meditação Sri Chinmoy ensina que, se quiser abrir algum dos sete chakras, que tente então o chakra do coração. Esse chakra lhe dará uma sensação de alegria, paz e bem-aventurança. As emoções externas, vitais ou emoções perturbadas serão purificadas pela abertura desse centro. Ele é o mais seguro.

A ativação de cada chakra acontece por vez ou é possível ativá-los ao mesmo tempo?

Se for feito de forma artificial, com uso de mantras e exercícios, os chakras são ativados individualmente.

No caso dos chakras se ativarem da forma natural – isto é, quando um buscador tiver alcançado um estado muito, muito sublime e elevado de evolução – eles podem se abrir em sequência numa mesma hora. Sri Ramakrishna dizia que a Kundalini sobe até o topo da cabeça, abrindo todos os centros, e alcança-se o estado de Samadhi. Isso é algo raríssimo.

Seria importante manter os chakras ativados?

Segundo Sri Chinmoy e outros Mestres espirituais, a ativação dos chakras não tem importância nenhuma na evolução humana. Pelo contrário, seus poderes podem fazer com que fiquemos distraídos da nossa meta final – quer a chamemos de salvação, libertação, iluminação, zen, etc.

Acredito que devemos lembrar a razão pela qual nascemos e vivemos no plano físico. Sabemos que o motivo pela qual passamos pela vida é o de reconhecer a nossa origem e ter força e coragem para manifestar Deus aqui na Terra. Isso nós buscamos através da meditação, oração e demais práticas interiores, para silenciar as influências exteriores de baixa consciência em nosso ser e também para a purificação do nosso próprio ser. A abertura dos chakras, por si só, não terá relação com o nosso progresso espiritual.

A alma já sabe como conduzir a nossa vida. Cabe a nós procurarmos o silêncio da mente e das emoções para ouvirmos as ordens da alma e realizar o que o nosso eu verdadeiro realmente quer. Para encontrar uma felicidade permanente, genuína e completamente satisfatória. Se o nosso Criador é perfeito, a nossa herança é a Perfeição.

É por isso que viemos ao mundo.


Se quiser ler mais sobre o assunto e sua relação com a meditação, recomendamos Chakras, Kundalini e Prana

 

 

Páginas relacionadas