Select Page

O que é meditar?

“A meditação é um presente divino. Ela simplifica nossa vida exterior e energiza nossa vida interior. A meditação nos proporciona uma vida natural e espontânea, tão natural e espontânea que não poderemos nem mesmo respirar sem estarmos conscientes da nossa própria divindade.”

– Sri Chinmoy, do livro Meditação

 

por Patanga Cordeiro

 

O que é meditação? Meditação é o despertar do homem e o Auto-oferecimento de Deus. Quando o despertar do homem e o oferecimento a Deus se encontram, o homem se torna imortal no mundo interior e Deus se torna realizado no mundo exterior. – Sri Chinmoy, do livro Meditação

 

o que e meditarO que é meditação

As palavras de Sri Chinmoy resumem muito bem o que é meditação. Em linguagem do dia a dia, eu arriscaria dizer que meditação é satisfação, plenitude, sentido da vida. Preciso ser honesto e dizer que, através da meditação, tenho encontrado isso dia após dia, cada dia um pouco mais, todos os dias da minha vida. Antes de dedicar meia ou uma hora do dia ao meu silêncio de meditação, parecia que tudo o que eu construía na minha vida eram castelos de cartas – o primeiro vento me mostrava que suas paredes não tinham estrutura sólida para construir uma vida de verdade.

Meditação é ação e vida. A inação é a morte em vida.

A todo momento agimos. Mesmo a inércia é uma ação. É uma opção consciente de não agir e portanto, uma ação.

 

Para que serve a meditação

Assim, se vamos agir a todo momento, que pratiquemos a ação correta, o mais perfeita que possamos fazer.

Para que serve a meditação? “Como saber qual ação tomar” e a pergunta “o que é meditar” podem ser sinônimas – isso é para que serve a meditação.

Vamos começar!

A página de hoje é uma compilação sobre o tema “o que é meditar”, e começaremos com um exercício prático.

 

O que é meditar no coração

A nossa mente costuma ser como a Avenida Paulista em dia de manifestação popular. Mal um pensamento confuso acaba, o próximo pensamento duvidoso aparece.

Mas temos também o nosso coração, não o coração emocional – digo o nosso coração espiritual, aquele lugar para onde apontamos quando dizemos “eu”. Esse coração é quem vai nos mostrar o que é meditação. Nele, há uma infinidade de qualidades interiores: paz, simplicidade, sabedoria, luminosidade… Basta mergulharmos nele e descobriremos um pouco mais – um pouco mais sobre a Luz, a Verdade, sobre o nosso próprio Eu.

Mas não é o conhecimento, e sim a experiência, o que vai nos ensinar o que é meditar. Para meditar, utilizamos técnicas de concentração, que nos auxiliarão a deixar a mente vazia e olharmos para o nosso coração. Vamos fazer um exercício prático!

o que e meditacaoExercício de meditação: meditando numa flor

do livro Meditação, de Sri Chinmoy

Tão puro quanto uma flor: Olhe para a flor inteira por alguns segundos e, enquanto estiver se concentrando nela, tente sentir que você próprio é essa flor. Ao mesmo tempo, tente sentir que essa flor está crescendo dentro do seu coração – nas profundezas do seu coração.

Então, tente se concentrar em uma pétala em particular da flor. Sinta que essa pétala que você selecionou é a forma-semente da sua existência-realidade. Após alguns minutos, concentre-se na flor toda novamente e sinta que ela é a Realidade Universal. Dessa maneira, vá e volte, concentrando-se primeiro na pétala – a forma-semente da sua realidade – e então na flor por inteiro – a Realidade Universal.

Enquanto estiver fazendo isso, não permita que nenhum pensamento entre na sua mente. Tente tornar sua mente absolutamente calma, quieta e tranquila. E mantenha os seus olhos meio abertos.

Após algum tempo, feche seus olhos e tente ver a flor na qual você esteve se concentrando dentro do seu coração. Então, da mesma maneira que você se concentrou na flor física em sua mão, calmamente concentre-se na flor dentro do seu coração, com os olhos fechados.

Uma flor significa pureza. Tente sentir que o seu coração se tornou tão puro quanto a flor.

 

“A meditação é um presente divino. Ela simplifica nossa vida exterior e energiza nossa vida interior. A meditação nos proporciona uma vida natural e espontânea, tão natural e espontânea que não poderemos nem mesmo respirar sem estarmos conscientes da nossa própria divindade.” – Sri Chinmoy, do livro Meditação

 

Meditação é religião?

A meditação não se limita e não é limitada pela religião. Os devotos de diferentes religiões são beneficiados em sua própria crença pela prática da meditação.

Expectativa na meditação

Para termos sucesso na meditação, a ideia de que você está fazendo uma meditação pode ser um grande obstáculo. Logo, essa é a primeira coisa que temos que descartar: os preconceitos e as expectativas que vem com esse conceito. Meditar então, não significa fazer ou deixar de fazer alguma coisa. Por que então os convidamos a participar de cursos e a praticar exercícios e técnicas de meditação? Para terem a experiência do que é meditar. Não saber, mas ser, vivenciar o que é a meditação.

 

Meditação e a busca interior – meditação é o que não conseguimos entender

O que é meditar? Meditar é buscar. Meditar é quando conseguimos deixar que a nossa espiritualidade opine na nossa vida. Muitas vezes, são apenas as responsabilidades exteriores de trabalho, família e sociedade que norteiam as nossas decisões e como usamos nossas capacidades. Mas, se direcionarmos nossa atenção ao interior, nosso verdadeiro eu, veremos que esse eu interior é muito mais sábio e prático e será capaz de orientar a nossa vida de uma forma natural e espontânea – e de forma tão perfeita que ficaremos imaginando como é que conseguimos agir de tal modo, assim, de repente. Isso é alcançado através das práticas de meditação, oração, mantra, etc, que são ensinadas por todas as filosofias, caminhos, religiões, etc.

O que é meditação? A meditação não é um processo mental. Não é algo a se entender. Meditação é deixar a nossa luz e capacidade interiores virem à tona. Aí tudo fica claro. Aí sabemos o que é meditar. Aí nos conhecemos melhor, somos sinceros às nossas necessidades reais e encontramos uma satisfação genuína. Isso é meditação.

 

                Meditação

É a paz lua iluminada.

Tão logo você veja essa lua,

Poderá sentir paz interior

                E paz exterior.

– Sri Chinmoy, do livro 222 Técnicas de Meditação

 

 

Por que meditar e para que meditar

Alguém pode se perguntar por que meditar ou para que meditar. Eu gosto muito da história abaixo, do livro A Vida Espiritual, de Sri Chinmoy:

Sarada Devi, a esposa de Sri Ramakrishna, disse algo muito relevante: a diferença entre uma pessoa espiritual e uma pessoa comum é muito simples. Pode-se ver facilmente a diferença entre ambas: uma pessoa comum chora e verte lágrimas amargas quando a morte se aproxima, enquanto que a pessoa espiritual, se é sinceramente espiritual, rirá e rirá quando a morte se aproximar, porque para ela a morte é divertida, nada mais.

A maioria das pessoas procura a vida espiritual por motivo de desesperança, e não por necessidade da alma. São muito poucos os que começam desde o início da sua existência a construir uma vida interior por necessidade da alma. Grande parte volta-se para a vida interior por pura frustração, quando vê que o mundo os está torturando impiedosamente e que não há esperança. Todavia, se as pessoas entram para a vida espiritual, saibam então, que não a estão tomando como uma fuga. Muitas pessoas pensam que a vida exterior as abandonou e por isso querem aceitar a vida interior como uma forma de escapismo. Mas não, a vida interior não é uma fuga. A vida interior nos mostrará a verdade e a luz, e ainda mais, ela nos guiará e nos dará a mensagem da iluminação e da transformação.

 

A verdadeira alegria interior é auto criada,

Não depende de circunstâncias exteriores.

Um rio flui em você e através de você,

Carregando a mensagem da alegria,

E essa alegria divina é o único propósito da vida.

 

 

Se quiser saber um pouco mais sobre o que é meditar, acesse as outras páginas:

Meditar – significado, necessidade, resultado, como aprender com um mestre, etc

O trecho abaixo é uma compilação cujo significado sempre me deixou boquiaberto. Ela fala sobre meditar – o meditar e seu significado, o meditar e seu resultado, o meditar e a sua necessidade. Ao final, fala também como aprender com um professor genuíno.

Do livro A Vida Espiritual, de Sri Chinmoy:

Meditação significa muita coisa para muita gente. Cada indivíduo tem uma maneira diferente de aprender o segredo da arte de meditar. No nosso caso, quando meditamos esvaziamos as nossas mentes e depois a preenchemos com algo divino. Isso quer dizer que tiramos todos os pensamentos não-divinos, perversos, infrutíferos, e abastecemos a mente de pensamentos divinos, iluminadores e preenchedores.

A meditação é absolutamente necessária para quem deseja uma vida melhor e verdadeiramente satisfatória. Se você sente que está satisfeito com o que tem e com o que é, não necessita entrar no campo da meditação. Todavia, se sente que há um deserto árido nas profundezas de seu coração, então eu digo que a meditação é a resposta. A meditação lhe proporcionará alegria interior e paz de espírito. Ela nunca o afastará dos seus pais, filhos ou família, muito pelo contrário. Não há melhor coisa para fortalecer a conexão com os seus entes queridos, pois dentro deles você verá a própria existência de Deus.

Se você quer desenvolver o seu talento e aumentar as suas capacidades em alguma área, é necessário seguir alguma disciplina interior. Se você é cantor, mas quer cantar infinitamente melhor, caso tenha aspiração, asseguro-lhe que a sua voz melhorará muito. Não há nada na Terra que não melhore através da espiritualidade e da meditação.

Se você quer simplificar a sua vida, a meditação é a resposta. Se deseja trazer a ela verdadeira satisfação, a meditação é a resposta. Se você quer ter alegria e oferecer alegria ao mundo como um todo, então a meditação é a resposta.

Se você medita para esquecer sofrimentos e dificuldades, não o faz pelo motivo correto. Mas se você está meditando somente para agradar e satisfazer Deus à Maneira própria Dele, então a sua meditação é correta. Quando Deus é satisfeito – e Ele Se satisfaz na sua meditação – então é tarefa Dele livrar você de seus sofrimentos e dificuldades. Mas se você meditar para fugir ou desafiar o mundo e ficar contra ele, não estará fazendo a coisa certa.

A meditação é a sua capacidade consciente de empregar cada dia e cada segundo para entrar na sua mais elevada divindade, onde o finito está completamente imerso no Infinito. Se você medita, a existência finita que você tem e é poderá facilmente se dispersar no Infinito e tornar-se completamente uma com o Infinito. Isso é a meditação e o que ela pode fazer por você.

A meditação nos ajuda a viver cada instante, e em cada instante existe o Eterno Agora. O Eterno não pode ser separado de cada momento. Este é um pequeno instante, e aqui, por todo o lugar, há Eternidade. A Eternidade compreende o presente, o passado e o futuro.

Dentro da Eternidade está o momento, e também dentro do momento está a Eternidade. É como o oceano. Dentro do oceano há incontáveis gotinhas. E também uma pequena gota contém a essência do imenso oceano. Tomamos uma gota e imediatamente temos a consciência de todo o oceano, porque a gota incorpora o vasto oceano. E, portanto, cada momento não pode ser separado da Eternidade e Infinidade. A meditação é a única maneira de sentir a unicidade do finito com o Infinito.

Um principiante, não importa qual seja a sua idade terrena, tem de sentir que é uma criança. A mente de uma criança não está desenvolvida. É só quando chega aos doze ou treze anos que sua mente começa a funcionar em um nível intelectual, e antes disso a criança é toda coração. Tudo o que vê, sente como seu, identificando-se espontaneamente. Isso é o que o coração faz.

Quando sentir que é uma criança, imediatamente sinta que está no meio de um jardim florido. Esse jardim florido é o seu coração. Uma criança pode brincar num jardim durante horas, indo de flor em flor, sem deixar o jardim, porque obterá alegria da beleza e da fragrância de cada flor. Dentro de si está o jardim, e você pode ficar dentro dele quanto tempo quiser. Dessa maneira, você poderá meditar no coração.

Durante a meditação, se você consegue realmente chegar a sentir que só tem o coração, ou se consegue sentir que nem sequer tem coração, mas que toda a sua existência, da cabeça aos pés, é a alma, então perceberá que a mente não existe. Todavia, mesmo se não conseguir sentir a presença da sua alma, poderá facilmente sentir a presença e a luminosidade do seu coração. Quando vir luz brilhando no coração ou na alma, saiba que então transcendeu a mente intelectual. Nesse nível você já entrou na mente iluminada, a qual é bem diferente da mente intelectual e racional.

Quando a luz cresce no coração ou quando a luz sai da alma e penetra em todo o seu corpo, nesse momento a sua mente fica automaticamente disciplinada. É impossível disciplinar a mente através da esperança. É como tentar endireitar a cauda de um cão. Mas se puder viver na alma ou mesmo no coração, então a luz da existência interior transforma a mente física e a leva a regiões superiores, ou faz descer a paz tudo-preenchedora, desde as alturas até a densa mente física. Quando a paz desce ou quando a mente sobe ao domínio elevado da luz, a mente automaticamente desaparece.

Se você tem um Mestre que seja uma alma realizada, o seu olhar silencioso o ensinará a meditar. Um Mestre não tem de explicar exteriormente como se medita ou conceder uma forma específica de meditação. Essencialmente, ele meditará em você e o ensinará interiormente como meditar. A sua alma entrará na alma dele e aprenderá com ela. Todos os verdadeiros Mestres espirituais ensinam meditação em silêncio.

O que é meditar?

Esperamos que nesta página pudemos dar um pouco de luz sobre o que é meditação e o seu significado. É claro que não é um texto que irá explicar para você o que é meditação no final. Experiência em primeira pessoa é imprescindível! Quem sabe este artigo não o inspira a mergulhar fundo dentro de si mesmo e praticar a meditação?

 

Páginas relacionadas